Artigo: Lios Asféricas



O olho humano não é um sistema óptico perfeito. A luz que nele adentra sofre desvios, especialmente ao atravessar a córnea e o cristalino, para que seja gerado um foco na retina. Quando os raios luminosos não são focados em um mesmo ponto, enxergamos uma imagem borrada, fenômeno que chamamos de aberração esférica.


Com o envelhecimento e surgimento da catarata, essa aberração se acentua e a imagem é significantemente deteriorada. Isso significa que a qualidade da visão é prejudicada.


Tendo isso em mente, foram criadas lentes intra-oculares capazes de corrigir esse defeito: são as lentes asféricas. Através dessas lentes, os raios luminosos são focados num único ponto e a imagem na retina fica mais nítida.


Para o paciente, essa tecnologia traz grande melhora na sensibilidade ao contraste, que é a capacidade de diferenciar tonalidades de cores muito parecidas, especialmente tons de cinza. Por exemplo, fica mais fácil identificar objetos à distância num dia chuvoso. Outra vantagem é a melhora na qualidade de visão noturna, especialmente ao dirigir à noite. Pessoas mais jovens, até 50 anos, cuja pupila alcança maior diâmetro, também percebem claramente o aprimoramento na qualidade de sua visão.


O ISOMS tem disponíveis essas lentes intra-oculares em modelos monofocais e multifocais (lentes que conferem maior independência dos óculos de leitura). Informe-se!

Daniela Gemperli - Fellow de Catarata do Hospital das Clínicas- USP e Fellow de Córnea e Preceptora de Catarata da Santa Casa de SP


1 visualização
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2019 - Criado por Tecla.